«« Voltar
Desenvolvimento de Produtos de Tecnologia Social Assistiva para Escolas e APAEs
Protocolo do SIGProj:   74747.378.29661.11042011
De:31/05/2011  à  30/12/2011
 
Coordenador-Extensionista
  Gleison Samuel do Nascimento
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Restinga - Câmpus Restinga - Extensão
Unidade de Origem
  EXT - Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  Este projeto busca prover acesso em ambientes físicos e virtuais, autonomia, independência e qualidade de vida a todos aqueles que, em função da deficiência, sintam-se alijados das práticas sociais e/ou acadêmicas. Nesse contexto, busca-se difundir os benefícios já obtidos com os projetos de Habitação Universal e Desenvolvimento de Produtos de Tecnologia Assistiva, desenvolvidos no IFRS - Campus Bento Gonçalves e expandidos para os demais campi. -Habitação Universal: esta ação pretende quebrar barreiras arquitetônicas existentes nos campi do IFRS. Ela se baseia no conceito de Desenho Universal que pressupõe a Acessibilidade Física, ou seja, garantia de mobilidade e usabilidade para qualquer pessoa em todos os espaços físicos. -Desenvolvimento de Produtos de Tecnologia Assistiva: esta ação visa confeccionar produtos de tecnologia assistiva já construídos dentro do grupo de pesquisa da instituição (NAPNE). Através da confecção destes produtos pretende-se acessibilizar os laboratórios de informática de nossa instituição, além de distribuir kits de acessibilidade virtual para escolas da rede municipal e APAE, conveniadas a este projeto. O presente projeto também visa pesquisar novos softwares e produtos que passam auxiliar as PNEs (Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas) destas instituições. Por fim, o projeto também prevê o desenvolvimento de oficinas de informática nas escolas parceiras.
Palavras-chave
   acessibilidade física, acessibilidade virtual, desenho universal, tecnologia assistiva, inclusão social, inclusão digital
Público-Alvo
  O presente projeto deve atingir diretamente os educandos da rede municipal de ensino e APAEs da zona sul de Porto Alegre. O projeto beneficiara especificamente os educandos com necessidades educacionais específicas destas instituições. Na Restinga temos uma escola de educação especial com aproximadamente 120 alunos. Além disso, a zona zul de Porto Alegre possui duas escolas da APAE com aproximadamente 260 alunos. Desta forma, se atendermos apenas estas três instituições podemos ter um alcance de 380 educandos com necessidades educacionais específicas.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Coordenação pedagógica e direção das instituições parceiras do projeto.
«« Voltar