«« Voltar
OJAPO TAPE OGUATA HÍNA. Se faz caminho ao andar. (Cópia) 22-03-2015
Protocolo do SIGProj:   330934.976.267383.02042019
De:30/04/2015  à  29/11/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Glaucia Tahis da Silva Campos Peclat
Instituição
  UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  Amambai - Unidade Universitária de Amambai
Unidade de Origem
  Ciências Sociais - Coordenação do Curso de Ciências Sociais
Resumo da Ação de Extensão
  A proposta visa promover a formação de professores e professoras Guarani e Kaiowá na perspectiva de gênero, promovendo a compreensão das relações de poder que envolvem as relações étnico-raciais, entendendo gênero como uma abordagem útil para essa compreensão. Pretende-se promover a articulação entre as escolas indígenas e as secretarias municipiais de educação no tocante as compreensões referentes à gênero, contribuindo para diminuir os preconceitos e as discriminações que envolvem as relações entre indígenas e não indígenas nos municípios que contam com populações Guarani e Kaiowá. O enfoque das ações de formação contemplarão os direitos humanos, considerando a perspectiva de gênero como uma abordagem a partir da qual se pode refletir sobre as relações de poder internas às comunidades, e do entorno com as mesmas. As ações serão realizadas em 4 municipios da fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, especificamente, Amambai, Coronel Sapucaia, Laguna Carapã e Japorã. Para tanto, a metodologia contemplará a perspectiva Guarani e Kaiowá do “fazer junto” que deve, envolver, necessariamente, a comunidade. A ação com os vários municípios e o envolvimentos de estudantes indígenas e não indígenas tem o objetivo de construir uma rede de observação de políticas que promovam o direitos de mulheres indígenas.
Palavras-chave
   interculturaldade., etnias, Relações de gênero
Público-Alvo
  Coletivos de mulheres e professores das escolas indígenas das aldeias Guarani e Kaiowá da fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, mais especificamente nos municípios de Laguna Carapã (Rancho Jacaré e Guaimbé), Amambai (Aldeia Amambai e Limão Verde), Coronel Sapucaia (Aldeia Taquaperi) e Japorã (Aldeia Porto Lindo). A ação será estendida aos professores da rede pública de ensino (urbana).
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar