«« Voltar
DESLOCAMENTOS IDENTITÁRIOS NA NOVÍSSIMA LITERATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA: ALEXANDRA COELHO, PATRÍCIA PORTELA e NUNO CAMARNEIRO.
Protocolo do SIGProj:   322060.1817.241168.07022019
De:03/03/2019  à  03/03/2023
 
Coordenador-Extensionista
  Andreia Scheeren
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Osório - Câmpus Osório - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto de pesquisa visa compreender “como se dá a construção e a concepção do conceito de identidade no espaço ficcional em Deus-Dará, de Alexandra Coelho; A coleção privada de Acácio Nobre, de Patrícia Portela; e No meu peito não cabem pássaros?, de Nuno Carmaneiro”. Para isso, esta investigação almeja, primeiramente, compreender, tanto no campo da Teoria quanto no da História Literária, as novas figurações de identidade; mapear e analisar como os aspectos discursivos do texto literário são compostos para quebrar a tradição; promover o diálogo com outros autores portugueses como uma genealogia que organiza as origens dessa nova literatura portuguesa e explorar a construção do espaço narrativo como lócus da subjetividade. Na sequência, poder-se-á verificar como esses romances representam uma cartografia sensível que ilustra um rico cenário de antagonismos que se fundem e se confundem na paisagem, configurando uma nova expressão artística. O primeiro momento da cartografia, como método e técnica de pesquisa, será o mapeamento dos conceitos acerca da identidade na literatura portuguesa; o segundo, o de autores de literatura em língua portuguesa cujo tema central é a identidade fragmentária e plural explorada nesta pesquisa; o terceiro, o das expressões desse cenário nas obras de Alexandra Coelho, Nuno Camarneiro e Patrícia Portela. No que se refere ao sujeito na pós-modernidade, Benedict Anderson, Hommi Bhabha e Stuart Hall serão os teóricos que sustentarão nossas análises e, no campo da Teoria Literária, ao que se trata do espaço ficcional, Regina Dalcastagné.
Palavras-chave
   Literatura Portuguesa, Espaço ficcional, Identidade
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar