«« Voltar
ÁGUAS NO PLANEJAMENTO MUNICIPAL: DISCUTINDO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Protocolo do SIGProj:   321742.1808.79974.08032019
De:01/04/2019  à  31/03/2021
 
Coordenador-Extensionista
  Maria Naíse de Oliveira Peixoto
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCMN - Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza
Unidade de Origem
  IGEO - Instituto de Geociências
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto tem como focos principais: a) a formulação de estratégias e projetos de educação ambiental baseados no diálogo entre o conhecimento acadêmico e o escolar; b) o desenvolvimento de levantamentos e mapeamentos sobre as transformações recentes nas redes e bacias hidrográficas da Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, visando subsidiar o uso sustentável dos recursos água e solos; c) a sensibilização e capacitação de moradores e gestores, com o apoio de um portal virtual que disponibilize uma base de dados (acervo digital) e um meio de troca de informações e construção de conhecimentos; d) a elaboração de geo-roteiros para fins didáticos, dentro da perspectiva da geoconservação, construídos pelas comunidades escolares envolvidas. As ações propostas buscam apoiar e se articular com o planejamento municipal e a gestão participativa das águas, oferecendo subsídios para a formulação e implementação de ferramentas e políticas voltadas à melhoria da qualidade de vida, incentivando a integração entre o ensino e a pesquisa acadêmica com as demandas da sociedade e a participação local da sociedade civil, gestores e profissionais das escolas públicas. O projeto tem sido desenvolvido de modo integrado a outros conduzidos nas instituições parceiras, direcionados ao planejamento territorial, à gestão de unidades de conservação e dos recursos hídricos, ao turismo solidário e à geoconservação na Região Serrana do Rio de Janeiro, que tem enfrentado as consequências adversas de catástrofes como a de janeiro de 2011. Estabelece parceria também com projetos do CAp e do Instituto de Geociências da UFRJ.
Palavras-chave
   educação ambiental, bacias hidrográficas, formação docente, riscos ambientais, planejamento
Público-Alvo
  O público-alvo é constituído por comunidades escolares e moradores de diferentes microbacias hidrográficas, em especial aquelas afetadas pelos desastres de janeiro de 2011 ocorridos na região Serrana do estado do Rio de Janeiro. Enfatizamos inicialmente as comunidades localizadas no entorno do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis (PNMMT), envolvendo alunos, professores e funcionários de duas escolas municipais, além dos gestores e funcionários do parque e moradores instalados nas bacias do Córrego do Arrieiro, Santana e Santa Rita, área piloto do projeto, situadas no 2o Distrito de Teresópolis. Neste local, as duas escolas parceiras contam com 165 alunos e 14 professores e funcionários. O projeto está em contato com uma escola em Petrópolis, e tem a proposta de expandir seu alcance neste município trabalhando com escolas municipais do entorno do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO), nos bairros de Caxambu e Bonfim (também em fase de aproximação e estabelecimento de parcerias). Além disso, também deverão ser realizadas oficinas no município de São José do Vale do Rio Preto, devido a demandas apresentadas pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Piabanha acerca da crise hídrica vivenciada neste município. Deste modo, estima-se um montante mínimo de aproximadamente 650 pessoas direta ou indiretamente envolvidas e afetadas pelo projeto em 2019-2020, pois pretende-se continuar também o trabalho com condutores e ainda atingir usuários de trilhas turísticas, buscando trabalhar a geoconservação e a geodiversidade na educação ambiental e nas alternativas econômicas ligadas ao ecoturismo. Neste sentido, temos como público-alvo potencial nessas comunidades de Petrópolis também associações de moradores e produtores rurais, agentes envolvidos com as políticas urbana e rural dos municípios, defesa civil, instituições de ensino e pesquisa, o que contribui para a integração de ações ao favorecer processos de gestão participativa. Destaca-se que o público-alvo tem papel de destaque na concepção e realização das diversas ações compreendidas o âmbito do projeto.
Situação
  Atividade
Contato
   www.igeo.ufrj.br
«« Voltar