«« Voltar
Empoderando famílias para o cuidado de suas crianças - o ambiente e a saúde
Protocolo do SIGProj:   305886.1680.49365.14052018
De:05/07/2018  à  05/07/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Thatiana Verônica Rodrigues de Barcellos Fernandes
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  IESC - Instituto de Estudos de Saúde Coletiva
Resumo da Ação de Extensão
  Projeto de extensão que propõe atividades de educação em saúde para gestantes e familiares atendidos na Maternidade Escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro com duração prevista de três anos. As atividades, presenciais ou em mídia escrita/falada ou da rede da internet, a serem desenvolvidas têm como foco a discussão dos efeitos da exposição aos poluentes ambientais sobre a saúde infantil, desde a gestação até dois anos, e incluem momentos presenciais: na Maternidade Escola e em seis Unidades Básicas de Saúde (UBS) da CAP 2.1, e o uso de ferramentas interativas digitais, através do Portal de Saúde Ambiental Infantil - PIPA. Este projeto de educação em saúde está vinculado a um estudo de coorte longitudinal a ser realizado na Maternidade Escola (ME) da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Optou-se pela ME da UFRJ tendo em vista que esta assiste a mulher e família em cerca de 2000 partos por ano na CAP 2.1. A ME constitui-se em centro de referência para gestações de risco para todo o município do Rio de Janeiro e para gestações de risco habitual de mulheres acompanhadas pelas unidades básicas de saúde da área programática 2.1 do município do Rio de Janeiro. O programa de educação em saúde propõe-se a desenvolver ações educativas visando o emponderamento desta população (familiares e responsáveis) no conhecimento das relações entre o ambiente e a saúde dos bebês.
Palavras-chave
   saúde ambiental, educação em saúde, exposição à poluentes, saúde da materno-infantil, mídias e tecnologias na educação.
Público-Alvo
  1.Responsáveis pelas crianças nascidas na Maternidade Escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro, durante o período de 1 ano (estas crianças serão monitoradas desde o momento do nascimento até a idade de 2 anos através de avaliações periódicas, clínica e laboratorial, segundo cronograma estabelecido); 2.Estudantes da área da saúde e outras com interesse sobre o tema central do projeto; 3.Equipes de profissionais vinculadas ao projeto; 4.Comunidade envolvida.
Situação
  Atividade
Contato
  
«« Voltar