«« Voltar
Arboviroses: Epidemias, Relação entre Homem e Ambiente
Protocolo do SIGProj:   299623.1680.96625.14052018
De:06/07/2018  à  14/10/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Débora Henrique da Silva Anjos
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  IBCCF - Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho
Resumo da Ação de Extensão
  Arboviroses: Epidemias, Relação entre Homem e Ambiente tem o intuito de promover a formação continuada de profissionais de educação, de saúde, bem como educadores populares em aspectos biológicos nas relações de Vírus x Vetor, Vetor x Ambiente e Homem x Ambiente. Esta inter-relação poderá favorecer a construção de uma rede com diferentes agentes multiplicadores que possam divulgar tais conhecimentos para que haja a educação em saúde, aliando a educação básica através dos temas transversais ao currículo comum. A educação ambiental contribuirá para possível mudança comportamental, pois esta estratégia será efetivamente capaz para que haja a redução de transmissão de vírus causadores de arboviroses, bem como a erradicação a longo prazo, já que o ciclo será interrompido duas as fases imaturas, com o impedimento total da transmissão de vírus entre o vetor e o Homem. A realização deste curso é resultante de um projeto extensionista 'Mexa-se: Seja mais um contra Aedes aegypti' sediado no Colégio Municipal Carlos Gramático, localizado em Estrada Sacra Família 1807, Eng. Paulo de Frontin - RJ, 26650-000, em 2016. O trabalho posposto nesta parceria gerou resultados que foram submetidos a SIAC em forma de trabalho, o qual foi contemplado com menção honrosa. Esta premiação estimulou um desejo antigo de trabalhar o contesto da civilidade no combate de arbovírus pelo mosquito pertencentes à espécie Aedes aegypti.
Palavras-chave
   Formação continuada, arboviroses, divulgação científica
Público-Alvo
  Arboviroses: Epidemias, Relação entre Homem e Ambiente tem o intuito de promover a formação continuada de profissionais de educação, de saúde, bem como educadores populares em aspectos biológicos nas relações de Vírus x Vetor, Vetor x Ambiente e Homem x Ambiente. Esta inter-relação poderá favorecer a construção de uma rede com diferentes agentes multiplicadores que possam divulgar tais conhecimentos para que haja a educação em saúde, aliando a educação básica através dos temas transversais ao currículo comum. A educação ambiental contribuirá para possível mudança comportamental, pois esta estratégia será efetivamente capaz para que haja a redução de transmissão de vírus causadores de arboviroses, bem como a erradicação a longo prazo, já que o ciclo será interrompido duas as fases imaturas, com o impedimento total da transmissão de vírus entre o vetor e o Homem. O público alvo será constituído de profissionais de educação (professores do ensino básico -fundamental e médio) e o público em geral. Este curso é destinado ao interessado em ampliar seus conhecimentos em Parasitologia, virologia e saúde pública de forma a promover a divulgação destes na sociedade de uma forma geral.
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar