«« Voltar
Música Surda: co-memorando a canção como reunião poética originária (MS)
Protocolo do SIGProj:   269698.1484.212524.25042017
De:29/06/2017  à  29/06/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Celso Garcia de Araujo Ramalho
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CLA - Centro de Letras e Artes
Unidade de Origem
  EM - Escola de Música
Resumo da Ação de Extensão
  Este projeto se propõe trazer a compreensão da canção, isto é, da poesia cantada, para o âmbito dos estudos poético-literários como uma forma de compreendê-la desde o seu movimento originário, quer dizer: antes da cisão entre música e poesia e que enquanto indissociadas conformam o movimento de presença-ausência do poético visto como uma unidade. Cantar a poesia é fazer emergir a condição poética no seu sentido mais primordial, mais originário portanto. Cantar a poesia é fazer da presença poética a presença do canto enquanto canto. Assim, cantar a poesia é fazer com que a poesia cante e encante. Significa: é fazer com que a poesia seja capaz de cumprir o seu destino histórico originário: ser cantada. Desse modo, quando dizemos: cantar a poesia, dizemos o mesmo sem que contudo estejamos dizendo a mesma coisa. Apresentaremos em forma de recitais-didáticos, apresentações musicais e palestras, a performance de canções musicadas sobre poesia em língua portuguesa, estabelecendo relações entre música e poesia como fundamento para às áreas compreendidas pelas disciplinas ligadas à Ciência da Literatura, como Poética, Teoria Literária e Literatura Comparada, no domínio da Faculdade de Letras da UFRJ, trará necessariamente contribuições, de modo interdisciplinar, para áreas afins como Filosofia da Música, História da Música e Musicologia. Este trabalho pretende promover o resgate de uma dimensão originária com a criação artística, bem como, mais especificamente, entre a poética a criação e a filosofia, em que fique demonstrado o relacionamento intrínseco entre essas possibilidades de constituição de saber.
Palavras-chave
   Canção de camara, música e poesia, educação, cultura e pensamento
Público-Alvo
  Comunidades de baixa renda do Município do Rio de Janeiro; comunidades envolvidas em projetos de entidades e organizações não governamentais; universitários; estudantes de segundo grau das redes públicas e particulares; público específico dos eventos acadêmicos ou projetos coletivos de extensão.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   musicasurdagrupo@gmail.com celsoramalho@musica.ufrj.br
«« Voltar