«« Voltar
Como tratar feridas com papaína? (Cópia) 05-12-2016
Protocolo do SIGProj:   254103.1327.216927.06122016
De:31/03/2017  à  28/02/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Mariana Sato de Souza de Bustamante Monteiro
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  FF - Faculdade de Farmácia
Resumo da Ação de Extensão
  O acesso aos medicamentos, assim como o uso adequado dos mesmos, é o primeiro passo para o estabelecimento de uma política de medicamentos, que é representada pela interação dialógica entre pacientes e equipe multiprofissional de saúde. A interação paciente/médico/farmacêutico possibilita a troca de informações, que terão consequência na eficácia terapêutica, principalmente, no tratamento de feridas. A ferida é qualquer interrupção na continuidade de um tecido corpóreo, causada por um trauma ou desencadeada por uma afecção clínica, sendo considerado um problema de saúde pública, devido ao impacto psicológico, social e econômico para o paciente, com elevado e crescentes custos para o sistema de saúde. Um dos tratamentos que existe é à base de papaína, que é uma mistura de enzimas de origem vegetal, extraída do látex das folhas e dos frutos verdes da espécie de Carica papaya Linne, a qual é um fitoterápico encontrado no Brasil, sendo um tratamento preconizado pelo Sistema de saúde do Rio de Janeiro . A papaína pode ser utilizada sob diversas formas farmacêuticas, e são provenientes da farmácia magistral.Considerando a necessidade de prover informações em relação ao uso desse medicamentos, esse projeto propõe capacitar e informar os atores sociais, acima descritos. Além disso, criar acessibilidade em relação ao conteúdo produzido, divulgar de forma ampla e democrática toda informação produzida no projeto. Outro fator importante é a divulgação e informação, para a população, sobre o que é produzido na pesquisa sobre feridas e a partir dessas interações com os participantes gerar dados que irão alimentar as pesquisas.
Palavras-chave
   Feridas, Papaína, Orientação farmaceutica
Público-Alvo
  Participantes: Pacientes que utilizam os medicamentos contendo papaína para tratar feridas, familiares, estudantes de graduação, pós-graduação e equipe multiprofissional de saúde (técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos).
Situação
  Atividade COM RELATORIO PARCIAL
Contato
  
«« Voltar