«« Voltar
CURSO SOLUÇÃO HABITACIONAL SIMPLES: RECONSTRUINDO APÓS DESASTRES E CONFLITOS
Protocolo do SIGProj:   253516.1327.223913.07122016
De:30/01/2017  à  30/01/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Leandro Torres Di Gregorio
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CT - Centro de Tecnologia
Unidade de Origem
  POLI - Escola Politécnica
Resumo da Ação de Extensão
  O curso “SOLUÇÃO HABITACIONAL SIMPLES: RECONSTRUINDO APÓS DESASTRES E CONFLITOS” visa fornecer as condições técnicas básicas para que comunidades vítimas de desastres e conflitos possam se organizar pela sua própria reconstrução. O curso baseia-se em projetos de casas populares projetadas para as tecnologias construtivas de baixo custo, assim como no material orientativo para organização de mutirões e administração da obra. Dentre os maiores desafios da recuperação pós-desastre e pós-conflito está a questão da provisão habitacional adequada e tempestiva. Outro ponto fundamental que muitas vezes é negligenciado é o envolvimento da população atingida no processo de recuperação, que não só confere legitimidade às soluções a serem empregadas, mas também pode incrementar o grau de organização e conscientização dessa população. O curso destina-se neste primeiro momento à Haitianos que residem no Rio de Janeiro, mas que tem intenção de, em algum momento, retornar ao Haiti para trabalhar na reconstrução no país. Além do curso presencial para cerca de 15-20 Haitianos que residem no Rio de Janeiro, pretende-se que os resultados do curso sejam potencializados por meio da disponibilização gratuita do material didático na internet, de modo que também ser utilizado por outras vítimas de desastres e conflitos. Para isso, serão preparadas vídeo-aulas, as quais pretende-se traduzir em três idiomas (inglês, francês e espanhol).
Palavras-chave
   Desastres socioambientais, pós-conflito, reconstrução habitacional, mutirão, empoderamento comunitário.
Público-Alvo
  O público alvo principal do curso (20 vagas) são Haitianos que vivem no estado do Rio de Janeiro e que fazem parte do Movimento pela (Re) Construção de Casas Populares no Haiti (MRCPH) . A maior parte dessas pessoas tem intenção de retornar a seu país de origem e trabalhar pela reconstrução do Haiti. Também serão destinadas 5 vagas para pessoas interessadas em conhecer a metodologia (p. ex. vítimas de outros desastres no Brasil, como o de Mariana ou integrantes do poder público) e 5 vagas para alunos da UFRJ.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Leandro Torres Di Gregorio leandro.torres@poli.ufrj.br
«« Voltar