«« Voltar
Biodiversidade, Cultura Alimentar e Gastronomia: degustando novos saberes
Protocolo do SIGProj:   252925.1327.95953.07122016
De:31/01/2017  à  30/01/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Thadia Turon Costa da Silva
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  INJC - Instituto de Nutrição Josué de Castro
Resumo da Ação de Extensão
  O enfrentamento da insegurança alimentar impõe uma abordagem integrada de programas que incidam sobre seus múltiplos determinantes, sendo essencial articular a dimensão alimentar (produção, comercialização e consumo) e a dimensão nutricional (utilização biológica do alimento e sua relação com a saúde). Culturalmente, nossa alimentação é baseada em uma pequena parcela de alimentos. Mais de 50% das calorias que consumimos no mundo provêm de, no máximo, quatro espécies de plantas. 90% dos alimentos consumidos vêm de somente 20 tipos de plantas. As PANC são plantas que possuem uma ou mais partes comestíveis, sendo elas espontâneas ou cultivadas, nativas ou exóticas que não estão incluídas em nosso cardápio cotidiano. Tais plantas apresentam qualidade nutricional igual ou superior às hortaliças, raízes e frutos que estamos habituadas a comer. As PANC, adaptadas aos diferentes ambientes, buscam sua reinserção natural, no resgate dos processos dos sistemas vivos e que também estão associadas à busca de maior autonomia, no que hoje vem se fortalecendo o conceito de soberania alimentar. Além disso, por nascerem em ambientes diversificados em organismos, interagem com os demais, mantendo a diversidade. O objetivo deste projeto é realizar oficinas gastronômicas com os agricultores familiares, desenvolvendo receitas com uso predominante das PANCs no intuito de ampliar a sua utilização como alimento, promovendo o cultivo e sua comercialização. Além disso, será realizado um resgate dos saberes culturais e tradicionais a respeito da utilização das PANC por comunidades e povos tradicionais. Também será realizada análise química e busca bibliográfica a cerca do conteúdo nutricional destas plantas.
Palavras-chave
   segurança alimentar, PANC, agroecologia, agricultura familiar, oficina culinária
Público-Alvo
  Associações e cooperativas de agricultores familiares de bases agroecológicas do estado do Rio de Janeiro e alunos de graduação em nutrição e gastronomia. Os agricultores participantes deverão integrar associações ou cooperativas e serão associados à ABIO - Associação de agricultores Biológicos do estado do Rio de Janeiro. Preferencialmente agricultores e agricultoras familiares segundo a lei (BRASIL, 2006) e com certificação de agroecológico/orgânico pelo sistema participativo de garantia de qualidade SPG-ABIO, segundos os critérios do Ministério da Agricultura (BRASIL< 2003 e BRASIL, 2007).
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar