«« Voltar
Projeto Parkinson e Distonias Portas Abertas
Protocolo do SIGProj:   252843.1327.254547.23112016
De:30/01/2017  à  30/01/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Flávio Henrique de Rezende Costa
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  FM - Faculdade de Medicina
Resumo da Ação de Extensão
   Trata-se de projeto de extensão que visa abrir as portas da Universidade Federal do Rio de Janeiro para ações de promoção em saúde, orientação e segunda opinião diagnóstica de indivíduos com diagnóstico de doença de Parkinson ou distonias. Também serão alvos das ações: familiares de pacientes e membros da comunidade. Todos poderão ser encaminhados pelos profissionais de saúde que os assistem fora do HUCFF ou por demanda espontânea, através do telefone 3938-2738 (falar com Sheyla: secretária do serviço de Neurologia). As ações serão realizadas uma vez por semana, às terças feiras das 8:00h as 12:00h no setor 11F do HUCFF/UFRJ e serão voltadas fundamentalmente à população externa ao HUCFF.
Palavras-chave
   Parkinson, Distonias
Público-Alvo
   Qualquer cidadão com diagnóstico ou suspeita diagnóstica de doença de Parkinson ou distonias , que não esteja sendo acompanhado regularmente no HUCFF e resida no município do Rio de Janeiro, será elegível para participar do programa. Diversos estudos epidemiológicos apontam que a Doença de Parkinson e distonias afetam cerca de 1% da população acima de 60 anos. Segundo o Senso IBGE 2010, a população de maiores de 60 anos na cidade do Rio de Janeiro, representa cerca de 850.000 pessoas: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=330455&search=rio-de-janeiro|rio-de-janeiro|infograficos:-informacoes-completas 485.000 (entre 60-69 anos) 454.000 (com 70 anos ou mais) Aplicando a estimativa de 1% - chegamos ao número potencial de 8.500 pessoas elegíveis. Infelizmente, não há capacidade instalada para promover as ações de saúde aos 8.500 cidadãos no período de um ano. Considerando que serão realizados 4 atendimentos por semana- 16 atendimentos/mês- chegamos ao número de cerca de 200 pacientes beneficiados por ano. Por outro lado, as ações também incluirão acompanhantes e cuidadores, sendo assim, o número de beneficiados diretamente poderá ser, no mínimo, 400 indivíduos ( o dobro do número de pacientes).
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
   Associação de Neurologia do Estado do Rio de Janeiro (ANERJ)
«« Voltar