«« Voltar
FARMACANNABIS-UFRJ
Protocolo do SIGProj:   252432.1327.264725.05122016
De:01/01/2017  à  26/01/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Virgínia Martins Carvalho
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  FF - Faculdade de Farmácia
Resumo da Ação de Extensão
  Atualmente o uso medicinal de cannabis tem sido utilizado no tratamento de diversas enfermidades constituindo por vezes única alternativa terapêutica no controle de doenças graves e incuráveis. No Brasil o uso terapêutico de maior prevalência é no controle de epilepsia refratárias, neste caso o uso da planta se dá geralmente na forma de extratos oleosos com teores variáveis de tetrahidrocanabinol (THC), canabidiol (CBD) e outros canabinóides que apresentam efeitos fármaco-toxicológico dose-dependentes. Os extratos autorizados pela ANVISA para importação são comercializados em seu país de origem (EUA) como suplementos alimentares apresentando grande variação nos teores dos fármacos dificultando sobremaneira o planejamento da terapêutica. Outra problemática é que muitas famílias não dispondo de recursos para importar o produto (custo entre R$ 10 mil e R$ 15 mil por mês) e diante do estado de necessidade, acabam produzindo seu próprio extrato de forma artesanal, restando ao médico a missão de acompanhar tal tratamento sem qualquer informação sobre sua composição química. Assim, o foco principal é analisar os extratos de cannabis e oferecer suporte farmacêutico ao médicos e pacientes. No decorrer do projeto os estudantes serão capacitados em análises toxicológicas durante a padronização do método e análise das amostras e acompanharão as percepções e dúvidas dos médicos e pacientes havendo troca de ideias, produção de novo conhecimento e capacitação na mobilização social através das ONGs provendo, desta forma, a formação farmacêutica focada na atenção integral à saúde pela harmonização de conhecimentos técnicos e humanísticos prevista na Política de Educação do Sistema Único de Saúde.
Palavras-chave
   Cannabis, medicinal, análise, canabinóides, terapia farmacológica
Público-Alvo
  Pacientes sob terapia farmacológica com produtos medicinais de cannabis em sua maioria portadores de epilepsias refratárias da infância associadas a síndromes neurológicas graves, também constitui público alvo desta ação os médicos prescritores que planejam e acompanham a terapia farmacológica com produtos medicinais de cannabis.
Situação
  Atividade COM RELATORIO PARCIAL
Contato
   virginiamc@pharma.ufrj.br
«« Voltar