«« Voltar
Intervenção psicossocial junto a familiares de portadores de necessidades especiais (Cópia) 04-07-2016
Protocolo do SIGProj:   241953.1113.197286.04072016
De:31/12/2015  à  30/12/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Luiz Gustavo Silva Souza
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  ESR - Instituto de Ciências da Sociedade e Desenv. Regional de Campos
Unidade de Origem
  SFC - Departamento de Fundamentos de Ciência da Sociedade
Resumo da Ação de Extensão
  A presente ação de extensão destina-se a familiares, principalmente mães, de pessoas portadoras de necessidades educativas especiais atendidas na APOE, Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (Campos dos Goytacazes, RJ). Como público-alvo indireto, aborda outros familiares, alunos e profissionais vinculados à instituição. A APOE realiza trabalhos importantes para o desenvolvimento psicológico e psicossocial de pessoas com necessidades especiais e de seus familiares desde o nascimento do bebê com deficiência mental, passando pelo acompanhamento da escolarização fundamental e média, até a profissionalização. As intervenções psicossociais, com oficinas terapêuticas/ grupos operativos, que serão desenvolvidas pelo professor e pelos alunos deste projeto, do Curso de Psicologia da UFF de Campos, se darão em um espaço da APOE apropriado para esse fim. A ação tem os objetivos de: promover saúde, autonomia e bem-estar psicossocial junto a familiares (principalmente mães) de portadores de necessidades especiais; promover, junto ao público-alvo atendido, mães, demais familiares, pessoas com necessidades especiais e profissionais, a transformação de processos psicossociais tais como estereótipos, preconceitos, identidades, representações e práticas sociais relacionados a objetos relevantes tais como saúde, feminilidade e masculinidade, maternidade e paternidade, educação e deficiência.
Palavras-chave
   intervenção psicossocial, grupos operativos, saúde, necessidades educativas especiais, representação social
Público-Alvo
  Mães de pessoas portadoras de necessidades especiais atendidas na Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais, APOE. As mães são o público-alvo direto (cerca de 30 participantes). Considera-se como público-alvo indireto os filhos (cerca de 30), pelo menos mais um familiar por mãe (cerca de 30) e um subconjunto de profissionais da APOE (cerca de 30). Totaliza-se estimativa de 120 pessoas como público-alvo direto e indireto.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Prof. Luiz Gustavo Silva Souza, luizsouza@hotmail.com
«« Voltar