«« Voltar
INCENTIVO A ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR ADEQUADA À LACTENTES ASSISTIDOS NA REDE BÁSICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE MACAÉ (Cópia) 11-11-2013 (Cópia) 06-11-2014 (Cópia) 11-01-2016
Protocolo do SIGProj:   222513.1680.126997.13052018
De:05/07/2018  à  05/07/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Jane de Carlos Santana Capelli
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  Macaé - Campus UFRJ-Macaé Professor Aloísio Teixeira
Unidade de Origem
  univ - Polo Universitário
Resumo da Ação de Extensão
  A primeira infância abrange crianças até seis anos inclusive (BRASIL, 2016) e, estudos atuais revelam a relação estreita entre consumo alimentar e ganho de peso, que pode acarretar déficits nutricionais bem como o excesso de peso (sobrepeso e obesidade) infantil (BRASIL, 2015). Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), revelam que no mundo há cerca de 41 milhões de crianças com menos de cinco anos apresentando excesso de peso (WORD HEALTH ORGANIZATION, 2016). No Brasil, segundo a Pesquisa de Orçamento Familiar (2008-2009), a prevalência de crianças até 5 anos de idade com excesso de peso bem próximo a referência internacional (BRASIL, 2010a). A prática do aleitamento materno exclusivo e continuado até os dois anos ou mais tem um efeito protetor contra a obesidade (BRASIL, 2015). A partir dos seis meses, orienta-se a introdução adequada, segura e oportuna da alimentação complementar, uma vez que é uma fase muito importante para o crescimento e desenvolvimento infantil. Estudos indicam que a introdução precoce de alimentos industrializados (BRASIL, 2013), acarretam malefícios ao indivíduo no decorrer do crescimento até a vida adulta, pois os hábitos da infância têm grandes influências no aparecimento das doenças e agravos não transmissíveis (DANT) na vida adulta (BATISTA, 2008). O excesso de peso infantil tem sido um objeto de pesquisa para muitos estudiosos, sendo um problema no campo da saúde pública que mais cresce em todo o mundo e de mais difícil tratamento (SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA, 2009; SAUNDERS et al., 2009).
Palavras-chave
   Alimentação Complementar, Lactente, Agente Comunitário de Saúde, Alimentação Infantil, Saúde da Criança
Público-Alvo
  Agentes Comunitários de Saúde. Técnicos em Enfermagem. Gestantes, Nutrizes e Mulheres em idade reprodutiva. Comunidade em geral
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar