«« Voltar
'Quando ir para a maternidade? Orientações pré-natal sobre sinais de alerta e de trabalho de parto'
Protocolo do SIGProj:   220220.1104.244924.24012016
De:29/02/2016  à  30/08/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Mariana Torreglosa Ruiz
Instituição
  UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Unidade Geral
  UGP - Unidade Geral Padrão
Unidade de Origem
  ICS - Instituto de Ciências da Saúde
Resumo da Ação de Extensão
  A orientação dos sinais de alerta e trabalho de parto durante o pré-natal tem como objetivo reduzir o tempo de internação das parturientes, uma vez que mesma seja admitida em trabalho de parto na fase ativa. Além de reduzir o tempo de hospitalização, a internação na fase ativa reduz o risco de erros na identificação de distócias, intervenções desnecessárias e partos operatórios. Cabe aos profissionais de saúde da Obstetrícia conhecer os sinais indicativos do início do trabalho de parto e sua fisiologia e compete aos mesmos ensinar mulheres e familiares sobre sinais de alerta e de trabalho de parto e quando procurar a maternidade de referência. Desta forma este projeto tem por objetivo promover Educação em Saúde para gestantes assistidas em um Ambulatório de um Hospital de Ensino (Ambulatório Maria da Glória - Hospital de Clínicas da UFTM) sobre sinais de alerta e de trabalho de parto, através das estratégias sala de espera (orientações) e distribuição de cartilha educativa. O projeto será desenvolvido a partir da seleção de acadêmicos voluntários, que serão capacitados sobre a temática semanalmente através de materiais didáticos e artigos científicos; após os mesmos coletarão e analisarão dados prévios sobre o conhecimento das gestantes (público-alvo). Concomitantemente, será desenvolvida uma cartilha educativa ilustrada sobre sinais de alerta e de trabalho de parto, assim como padronizada a atividade de sala de espera que terá frequência semanal. Após a atividade educativa os mesmos aplicarão um pós-teste. A avaliação da atividade se dará pelos resultados quanti e qualitativos obtidos no projeto.
Palavras-chave
   Parto, Trabalho de Parto, Educação em Saúde
Público-Alvo
  Gestantes assistidas nos Ambulatórios de Obstetrícia do Hospital de Clínicas da UFTM São agendadas aproximadamente 30 consultas por dia de atendimento, considerando desta forma, 2 dias/semana de atuação dos acadêmicos, teremos participação de pelo menos 40 gestantes/semana (contando faltosas como perdas). Assim, durante os meses de atividade - 3 meses - serão beneficiadas aproximadamente 360 gestantes.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   marianatorreglosa@hotmail.com
«« Voltar