«« Voltar
MEIO AMBIENTE E JUVENTUDE: DIÁLOGOS E AÇÕES PARTICIPATIVAS INTEGRANDO INTITUIÇÕES DE ENSINO E SABERES DOS POVOS
Protocolo do SIGProj:   219105.1107.19256.23112015
De:31/12/2015  à  30/12/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Andréia Sangalli
Instituição
  UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
Unidade Geral
  FAIND - Faculdade Intercultural Indígena
Unidade de Origem
  L.I.I. - Licenciatura Intercultural Indígena
Resumo da Ação de Extensão
   A realidade das escolas de Educação Básica localizadas nos espaços do Campo nos leva a refletir como a Universidade poderá contribuir na melhoria da qualidade de ensino, considerando questões de conteúdo próprio para esse espaço e no processo de formação dos cidadãos que vivem nesse local. Há que se considerar que para um desenvolvimento rural sustentável, é fundamental que a proposta educativa da escola do campo esteja articulada a um currículo com práticas pedagógicas que se associam ao trabalho na terra, à ciência e tecnologia, ao cotidiano dos educandos/assentados, em uma relação rural/urbana. Um currículo que proporcione aos educandos, sujeitos ecológicos rurais, a oportunidade de aquisição de conhecimentos científicos, sociais, culturais, tecnológicos, políticos e ambientais. Partindo da disponibilidade de recursos naturais próprios desses espaços, e da discussão de temáticas diversificadas. Consequentemente, ampliar as oportunidades de acesso e de produção de significados a partir da relação entre conceitos trabalhados na Ciência e Tecnologia e dos conhecimentos tradicionais que os povos do campo dispõe, contribuindo para uma re(construção) do saber, principalmente no que se refere aos recursos ambientais disponíveis e das possibilidades de agregar valor, respeitando a meio ambiente e a cultura local. Portanto, além de permitir o enriquecimento curricular dos atores envolvidos (docentes e discentes da LEDUC e jovens do campo), pode despertar nos jovens do campo maior interesse pelas diversas possibilidades que o campo oferece e viabilizar a geração de renda, fortalecendo assim a permanência da Juventude no campo.
Palavras-chave
   técnicas agroecológicas, sustentabilidade, educação sócio ambiental
Público-Alvo
  Discentes do curso de Licenciatura em Educação do Campo; professores que atuam no ensino da grande Área de Ciências da Natureza nas escolas do campo, estudantes de Ensino Médio e demais comunidades escolar do campo das escolas localizadas nos Assentamentos Palmeira- Nioque, Complexo Eldorado- Sidrolândia e Santo Antônio- Itaquirai.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar