«« Voltar
ESTUDO DO POTENCIAL DE METILAÇÃO DO MERCURIO E SUA INTERAÇÃO ENTRE AS SUBSTÂNCIAS HÚMICAS EXTRAÍDAS DO SEDIMENTO DAS BAIAS DO BAIXO E MÉDIO PANTANAL, RIO PARAGUAI-MS.
Protocolo do SIGProj:   215763.1005.154934.26122015
De:15/03/2015  à  15/03/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Glaucia Almeida Nunes
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  INQUI - Instituto de Química
Unidade de Origem
  PPGQ - Programa de Pós-Graduação em Química
Resumo da Ação de Extensão
   Os lagos e baías são grandes receptores da precipitação pluviométrica, que carreiam grande quantidade de material oriundo dos solos que formarão os sedimentos. São constituídos de partículas orgânicas e inorgânicas com diferentes tamanhos e composição química. Desempenham importante função no processo de caracterização da poluição dos rios e lagos, sendo que o tamanho das partículas está inversamente ligado ao teor do metal. Podem ser importante fonte de contaminantes, mesmo quando as fontes de contaminação atmosféricas e/ou terrestres já tenham sido controladas, de maneira que perfis de sedimentos extraídos de lagos e baías são ideais para uma avaliação histórica da contaminação por mercúrio no Pantanal. A bioacumulação de mercúrio na biota ocorre preferencialmente em áreas de remanso, lagos marginais e reservatórios devido à formação de microambientes críticos que funcionam como reatores. Nos peixes cerca de 90 a 100% do mercúrio está presente na forma de metilmercúrio, este é um fator preocupante que atinge diretamente os seres humanos, principalmente a população ribeirinha, cujo principal fonte de alimento é proveniente dos rios. Na bacia do Paraguai os teores de mercúrio encontrados no ambiente, foram atribuídos à atividade garimpeira de ouro nos rios Bento Gomes e Cuiabá, apesar de se reportar ao século XVIII, foi reiniciada nos anos 1980, a qual constitui uma grave ameaça ao bioma e ecossistemas aquáticos do Pantanal. Considerando a importância das baías Sul Matogrossenses, esse projeto tem como objetivo estudar o potencial de metilação do mercúrio nos sedimentos, água e solo, e suas interações com as substâncias húmicas.
Palavras-chave
   Mercúrio, Metilação de Mercúrio, Substâncias Húmicas, Pantanal Sul Matogrossense
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar