«« Voltar
Utilização de resina de troca iônica para remoção de cátions presentes no mosto para diminuir o pH de vinhos base de espumantes
Protocolo do SIGProj:   213589.973.115179.06102015
De:05/10/2015  à  29/10/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Bruno Cisilotto
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Bento Gonçalves - Câmpus Bento Gonçalves - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  A ideia desse experimento surgiu pensando em fomentar as demandas e expectativas do setor enológico por novas tecnologias que visam o aumento da qualidade dos produtos elaborados, e pensando na importância econômica e no crescimento do consumo de espumantes brasileiros no país e no mundo. O trabalho consiste em baixar o pH de mostos da uva Chardonnay para elaboração de vinhos base de espumante, em diferentes níveis com uma resina de trocas catiônicas comercial, e após, comparar os mostos e vinhos obtidos entre si através de análises químicas e organolépticas e realizar uma avaliação de custo-benefício da técnica. Nessas análises poderá ser visualizado as mudanças físico-químicas que ocorrem com o utilizo da técnica, bem como compara-las através de análises sensorial. Os resultados obtidos serão discutidos e poderão ser empregados como base para outros trabalhos sobre os temas que englobam todo o experimento. Trata-se de um experimento com fins práticos, que poderá ser utilizado pelos técnicos do setor como base de dados e pesquisa.
Palavras-chave
   Espumante brasileiro, Resinas de trocas catiônicas
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar