«« Voltar
RESPOSTAS DO SÊMEN OVINO AO USO DE SUBSTÂNCIAS ANTIOXIDANTES
Protocolo do SIGProj:   213300.1005.182645.24082015
De:12/05/2015  à  12/10/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Bruno Gomes Nogueira
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  PPGVET - Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Resumo da Ação de Extensão
  O objetivo será estudar o sêmen ovino frente à suplementação com substâncias antioxidantes e suas respostas em qualidade seminal, conteúdo de hormônios e efeitos dos sistemas oxidante/antioxidante. Serão colhidos o sêmen de cinco carneiros nas estações chuvosa e seca. Distribuir-se-ão os ejaculados em seis grupos: controle 1 (sêmen puro), controle 2 (DMSO a 0,1%), melatonina 0,1 nM, melatonina 0,5 nM, coenzima Q10 4 microg/mL, coenzima Q10 40 microg/mL. O plasma seminal será obtido no primeiro ejaculado diário de cada carneiro, para quantificar enzimas antioxidantes e concentrações de melatonina, testosterona e estradiol. O segundo ejaculado diário será agrupado em um pool de todos os machos, para avaliações de motilidade progressiva, vigor, viabilidade e integridade de membrana plasmática, fragmentação da cromatina, atividade mitocondrial e susceptibilidade à lipoperoxidação. Os melhores tratamentos serão testados na criopreservação do sêmen, avaliando-se as mesmas características citadas anteriormente. A comparação entre os grupos será realizada pela ANOVA de uma via seguida pelo teste de Tukey e entre grupos e variáveis seminais, enzimas antioxidantes e hormônios será feita pelo teste do qui-quadrado, com correção de Bonferroni.
Palavras-chave
   Coenzima Q10, Estresse oxidativo, Melatonina, Peroxidação Lipídica, ROS
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar