«« Voltar
Promoção e Prevenção em Saúde: Atenção Integral a Comunidades Quilombolas no Estado do Maranhão
Protocolo do SIGProj:   211784.1068.31911.01082015
De:30/08/2015  à  30/08/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Maria do Carmo Lacerda Barbosa
Instituição
  UFMA - Universidade Federal do Maranhão
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  DEMEDI - Departamento de Medicina I
Resumo da Ação de Extensão
  Segundo o Centro de Cultura Negra existem cerca de 530 comunidades Quilombolas no Maranhão concentradas principalmente nas regiões da Baixada Ocidental, da Baixada Oriental, do Munin, Itapecuru, Mearim, Gurupi e do Baixo Parnaíba. O Maranhão é um dos cinco estados da Federação, cuja constituição reconhece às comunidades quilombolas o direito à propriedade da terra. Codó e Pinheiro concentram a maior quantidade de comunidades quilombolas em extensão de terras. Nestas, a exemplo das demais, a economia agropecuária e pesqueira se constitui nas principais alternativas de vida. As comunidades quilombolas de e Codó e Pinheiro possuem baixo nível de escolaridade e apresentam difícil acesso aos serviços de saúde, devido à geografia. As condições de moradia das comunidades quilombolas são precárias e não há políticas de saneamento básico. Com este projeto pretende-se utilizar a experiência dos recursos humanos da Secretaria de Saúde do município de Codó e Pinheiro, bem como a experiência dos docentes da UFMA. O projeto tem como objetivo a prestação de serviços à comunidade, com vista à prevenção e promoção da saúde articuladas com o Sistema Único de Saúde da região. Visa-se também ofertar ao corpo discente da Universidade a oportunidade de vivenciar a realidade de saúde local, promovendo e ampliando conceitos relevantes para a sua formação profissional, tais como cidadania, responsabilidade social e o treinamento para a atuação em cenário diferente da sua instituição de origem.
Palavras-chave
   Saúde, Afrodescendentes, Quilombolas, Maranhão
Público-Alvo
   O projeto tem como público alvo as comunidades quilombolas de Rio dos Peixes, Santo Inácio, Cotovelo, Altamira, Santo Antônio dos Pretos, Cipoal dos Pretos e Mocorongo que totalizam cerca de 511 famílias; docentes, discentes da área de medicina, nutrição, enfermagem e odontologia, bem como alunos da pós-graduação e profissionais da comunidade.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Maria do Carmo Lacerda Barbosa. E-mail: carminha13032009@hotmail.com ou carminha@elo.com.br. Telefones: (98) 32729608 ou (98) 91671385
«« Voltar