«« Voltar
AVALIAÇÃO DO GENE psec DE Corynebacterium pseudotuberculosis COMO CANDIDATO A DUAS FORMULAÇÕES VACINAIS CONTRA LINFADENITE CASEOSA
Protocolo do SIGProj:   211413.1005.237187.23072015
De:01/03/2015  à  30/03/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Lais Cristina Oliveira Alvarenga
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  PPGVET - Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Resumo da Ação de Extensão
  A linfadenite caseosa (LC) é uma doença infecto-contagiosa, causada pela bactéria Corynebacterium pseudotuberculosis, que acomete principalmente ovinos e caprinos. A LC é caracterizada por formação de lesões necróticas encapsuladas caseosas; esta enfermidade tem causado grande impacto nos criatórios, além de provocar significativas perdas relacionadas à queda na produção de lã, leite e descarte de carcaças contaminadas, portanto, é necessário que sejam realizadas pesquisas por novas tecnologias de controle e prevenção, entre elas, as vacinas de terceira geração. A vacina de DNA baseia-se no uso de sequências do material genético do agente patogênico que codificam antígenos imunodominantes. O gene psec, obtido a partir de imunovarredura de biblioteca genômica, é um gene que expressa uma proteína secretada, que em bactérias do gênero Mycobacterium está relacionado com fatores de virulência e invasão de células hospedeiras. Assim, propõe-se neste estudo avaliar este gene na formulação de vacina de DNA, associadas ou não a nanopartículas e vacina de subunidade quanto à imunogenicidade e proteção em camundongos.
Palavras-chave
   Vacina de DNA, Proteína recombinante, Ovino, Caprino
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar