«« Voltar
ESTUDO MORFOFUNCIONAL RENAL POR MEIO DE BIOMARCADORES E ULTRASSONOGRAFIA DOPPLER EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS POR LEISHMANIA INFANTUM
Protocolo do SIGProj:   211388.1005.158000.23072015
De:12/08/2015  à  27/02/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Fabiano de Oliveira Frazilio
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  PPGVET - Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Resumo da Ação de Extensão
  A leishmaniose visceral (LV) frequentemente causa nefropatias que resultam em diminuição da taxa de filtração glomerular, normalmente são diagnosticadas através da avaliação da creatinina e ureia sérica, entretanto esses testes não são sensíveis ou específicos o suficiente para o diagnóstico precoce da função renal prejudicada. No presente trabalho serão utilizados os seguintes biomarcadores, a leishmaniose, para avaliar a taxa de filtração glomerular, a enzima gama-glutamil transferase urinária, que esta associada com lesão ou disfunção tubular renal, e a proporção proteína e creatinina urinária, que é um exame confiável para a detecção de proteinúria, um importante indicador da função glomerular. As provas de função renal serão correlacionas com alterações morfológicas observadas através do exame de ecodoppler das artérias renais e com a carga parasitaria no tecido renal, o qual será mensurado através do PCR em tempo real. Espera-se com o projeto, avaliar a eficácia dos biomarcadores séricos e urinários e entender melhor as nefropatias associadas à enfermidade.
Palavras-chave
   leishmaniose, cistatina c, gama-glutamil transferase urinária, cães
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar