«« Voltar
INFLUÊNCIA DO PARASITISMO SOBRE O INVESTIMENTO REPRODUTIVO DE ESPÉCIES DE HILÍDEOS NO PANTANAL DA NHECOLÂNDIA
Protocolo do SIGProj:   209043.1005.51770.29072015
De:10/08/2015  à  30/07/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Priscilla Soares dos Santos
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  PPGEC - Aluno(a) do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Resumo da Ação de Extensão
  Os anfíbios anuros possuem ampla diversidade de modos reprodutivos, que variam entre os mais generalizados com ovos e larvas aquáticas, até aqueles mais especializados, totalmente independentes da água, essas diferenças associadas com solo e a vegetação refletem distintos padrões gerais de adaptação para a ocupação de habitats. Além da escolha do ambiente adequado, outros fatores importantes influenciam o investimento reprodutivo dos anuros , como por exemplo, o parasitismo. Ao explorar recursos, os parasitos estabelecem seleção sobre seus hospedeiros, que incluem a virulência do parasito e resistência dos hospedeiros. Entretanto, a especificidade dos parasitos aos hospedeiros é demonstrada por fatores de adaptações dos parasitos ao longo das interações com hospedeiros durante processos de coevolução. Assim, pretende-se explorar se há correlação entre o investimento reprodutivo de quatro espécies de anuros hilídeos (Hypsiboas raniceps, Pseudis platensis, P. limellum e Scinax nasicus) e seus respectivos parasitos, e se há também correlação entre a condição corpórea desses anuros e parasitos. Outro aspecto é estimar parâmetros que esclareçam ao menos em parte, a história das interações entre parasitos e anuros hospedeiros através da topologia de cladogramas filogenéticos.
Palavras-chave
   Hylidae, Modo reprodutivo, Parasitos
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar