«« Voltar
RISCO DE ULCERAÇÃO EM PÉS DE PESSOAS COM DIABETES MELLITUS: PREVALÊNCIA, FATORES ASSOCIADOS E CUIDADOS NA ATENÇÃO BÁSICA.
Protocolo do SIGProj:   203726.1005.75378.11062015
De:31/07/2015  à  29/07/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Maria Vigoneti Araujo Lima Armelin
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPTL - Câmpus de Três Lagoas
Unidade de Origem
  GAB/CPTL - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  O Diabetes mellitus é um grupo heterogêneo de distúrbios metabólicos que apresenta em comum a hiperglicemia, a qual é resultante de defeitos na ação da insulina, na secreção de insulina ou em ambas. O surgimento de complicações crônicas do DM são as principais causas do aumento da morbimortalidade, da diminuição da capacidade física das pessoas acometidas, da piora da qualidade de vida e do aumento dos gastos em saúde. As úlceras nos pés são complicações frequentes em pessoas acometidas por DM. A Síndrome do Pé Diabético é uma das principais complicações crônicas do DM, a qual é desencadeada principalmente por prejuízos às inervações e à perfusão sanguínea dos membros inferiores dos indivíduos acometidos favorecendo o aparecimento de úlceras nos membros inferiores. A prevenção, por meio do exame frequente dos pés de pessoas com DM, realizado pelo médico ou por profissional enfermeiro da Atenção Básica, é de vital importância para a redução das complicações. A presente proposta idealiza um estudo transversal, que visa auxiliar no planejamento da prevenção à SPD no município de Três Lagoas (MS), medindo a prevalência dos riscos a esta condição e levantando informações acerca das ações do Sistema de Atenção Básica a Saúde da cidade para prevenir a SPD. A análise da condição dos pés dos pacientes será observacional e realizada de forma individualizada.
Palavras-chave
   Pé diabético, complicações crônicas do diabetes mellitus, fatores de risco.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar