«« Voltar
SEMENTES DE GERGELIM E LINHAÇA NA DIETA DE RATOS WISTAR: EFEITO DO ÓLEO NOS LIPÍDIOS SÉRICOS E IMPACTO NA MICROBIOTA E VILOSIDADE INTESTINAL
Protocolo do SIGProj:   202446.1005.90974.13042015
De:12/03/2015  à  30/07/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Priscila Silva Figueiredo
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMED - Faculdade de Medicina
Unidade de Origem
  PPGSD - Programa de Pós-Graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro Oeste
Resumo da Ação de Extensão
  Dados da World Health Organization apontam que a principal causa de mortalidade e doenças na grande maioria dos países são as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), destacando-se as doenças cardiovasculares, incentivando-se a adoção de hábitos alimentares saudáveis. As sementes oleagionosas de linhaça e gergelim apresentam funções antioxidantes, anti-inflamatórias e hipolipidêmicas, ganhando destaque em estudos recentes. Objetiva-se neste trabalho avaliar o perfil de ácidos graxos nas sementes de linhaça marrom e dourada, e de gergelim, verificando o efeito do óleo nos lipídios séricos e seu impacto na microbiota e vilosidade intestinal. Através deste trabalho pretende-se verificar a atuação dos ácidos graxos nos lipídios séricos, de modo que espera-se que os ácidos graxos insaturados presentes nas sementes de linhaça e gergelim, poli-insaturados e mono-insaturados, atuem de forma benéfica nos níveis lipídicos, bem como comprovar a ação de ácidos graxos saturados na produção de citocinas pró-inflamatórias e verificar seu impacto na microbiota e vilosidade intestinal, visto que há um crescente aumento de portadores de doenças crônicas não transmissíveis no mundo, principalmente de dislipidemias, e a atuação dos ácidos graxos é de extrema importância para a prevenção e controle destas patologias.
Palavras-chave
   Dieta hiperlipídica, microbiota, oleaginosas.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar