«« Voltar
Diversidade de fungos associados a doenças de tronco em videira
Protocolo do SIGProj:   198010.943.85136.24022015
De:31/03/2015  à  28/02/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Marcus André Kurtz Almança
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Bento Gonçalves - Câmpus Bento Gonçalves - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  A ocorrência de sintomas de morte e declínio de plantas de videira na Serra Gaúcha tem aumentado nos últimos anos, ocasionando perdas de qualidade e produtividade. No mundo, pesquisas mostram que estes sintomas podem estar associados com doenças fúngicas, viróticas e por pragas. Um grupo de doenças pouco pesquisado no Brasil é o das doenças de tronco, que abragem o declínio de Eutypa ou eutipiose (Eutypa spp.), doença de Petri (Phaeomoniella chlamydospora e Phaeoacremonium spp.), doença de Esca (P. chlamydospora, Phaeoacremonium spp., Fomitiporia mediterranea e F. australiensis), podridão descendente (fungos da família Botryosphaeriaceae), declínio de Phomopsis (Phomopsis viticola) e pé preto (Cylindrocarpon spp., Campylocarpon spp. e Ilyonectria spp.). O objetivo deste projeto é verificar a diversidade de fungos causadores de doença de tronco em videira com sintomas externos e internos de morte e/ou declínio, através de identificação morfológica e molecular. Também será dada continuidade a montagem da micoteca (coleção de fungos) e de um sistema de armazenamento e consulta das informações desta micoteca no Laboratório de Fitossanidade do IFRS/Câmpus Bento Gonçalves.
Palavras-chave
   Esca, petri, podridão descendente, pé preto
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar