«« Voltar
MÃE/Comboio
Protocolo do SIGProj:   197056.937.200800.11022015
De:28/02/2015  à  30/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Alexandre José Firme - Vieira
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  EGG - Instituto de Geociências
Unidade de Origem
  GAG - Departamento de Análise Geoambiental
Resumo da Ação de Extensão
  O Mutirão de Agricultura Ecológica (MÃE), tem o intuito de promover atividades teórico-práticas para aproximar os estudantes da realidade social de agricultores familiares e povos tradicionais da região Metropolitana do Rio de Janeiro, visando apoiar a Caravana que será promovida na região citada pelo ‘’Comboio’’ Agroecológico do Sudeste - projeto que vem sendo feito em parceria com mais de 20 Instituições de Ensino Superior do Sudeste, em parceria com a Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ) e pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). O MÃE, realizará atividades de ensino-pesquisa-extensão, bem como a participação de mutirões, intercâmbios, visitas técnicas e experiências agroecológicas com realização de práticas de manejo, plantio, coleta de sementes, recuperação ambiental e de alimentação saudável. Essas atividades terão o intuito de mapear agricultores agroecológicos ou potenciais atuantes em agroecologia para a construção da articulação regional entre universidade, agricultores familiares e populações tradicionais.
Palavras-chave
   Agroecologia, Extensão-Comunicação, Agricultura Familiar, Meio Ambiente, PNAE.
Público-Alvo
  - Estudantes Universitários - Estudantes Secundaristas - Agricultores familiares, nos termos da Lei nº11.326 de 24 de julho de 2006; - Profissionais ligados à Área de Meio Ambiente, Geografia, Agrárias, Educação, Saúde e áreas afins. -Agricultores, comunidades e produtores em pequenas áreas, na transição agroecológica ou envolvidos com a produção orgânica; -Professores, pesquisadores e agentes de assistência técnica e extensão rural (ATER); -Grupos culturais: Comunidades caiçaras, pescadores artesanais, quilombolas e indígenas, agricultores urbanos e periurbanos, assentados da reforma agrária, atingidos por barragens, organizações de mulheres na luta pelo reconhecimento de seus direitos e acesso à terra, movimentos sociais relacionados à agroecologia, grupos de danças e outros; -Demais interessados.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   maeuff@gmail.com
«« Voltar