«« Voltar
CENTRO DE EQUOTERAPIA DA UFMT
Protocolo do SIGProj:   196324.955.82503.05022015
De:30/04/2015  à  31/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Lisiane Pereira de Jesus
Instituição
  UFMT - Universidade Federal de Mato Grosso
Unidade Geral
  FAMEV - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria
Unidade de Origem
  DZER - Departamento de Zootecnia e Extensao Rural
Resumo da Ação de Extensão
  A equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo a partir de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicosocial de pessoas portadoras de deficiência e/ou com necessidades especiais. O presente programa visa promover a saúde de pessoas com deficiência por meio dos benefícios da Equoterapia a partir do ponto de vista psicológico, fisioterapêutico e social, envolvendo para tanto profissionais das áreas da fisioterapia, psicologia, pedagogia, educação física, medicina veterinária e zootecnia, desta forma atendendo os preceitos de interdisciplinariedade, interinstitucionalidade e interprofissionalidade. O período de desenvolvimento do programa de Equoterapia, será de abril de 2015 a dezembro de 2016 . Inicialmente, far-se-à uma entrevista de Anamnese com os pais, e em seguida, os praticantes serão entrevistados e observados, objetivando ter uma maior compreensão dos mesmos. As sessões de Equoterapia serão individualizadas e planejadas respeitando as necessidades de cada paciente. Cada sessão terá duração de 30 minutos, semanais, para cada paciente e ocorrerão durante 8 meses. A cada 5 meses serão atendidos novos grupos de pacientes. Os relatórios das práticas servirão de escopo para discussão multidisciplinar sobre os avanços do programa, permitindo assim aos profissionais avaliar os resultados de forma sistemática visando melhor conduzir a prática de equoterapia.
Palavras-chave
   equoterapia, necessidades especiais, portadores deficiência
Público-Alvo
  O referido programa visa atender gratuitamente crianças e adultos com necessidades especiais, deficiência física, deficiência visual, portadores de alterações de linguagem oral, motricidade oral e de voz, crianças com dificuldades de aprendizagem e TDAH (transtorno do déficit de atenção e hiperatividade), portadores de patologias ortopédicas, neuromusculares, distúrbios comportamentais/sociais (autismo), distúrbios emocionais e traumáticos, provenientes de entidades sem fins lucrativos, públicas, estaduais ou municipais. Os praticantes serão encaminhados para o Programa através de suas instituições de origem (ICEMAT e AMA). Se as instalações estiverem concluídas serão aproximadamente 12 sessões diárias (6 para cada animal), 60 sessões semanais, durante 40 semanas, totalizando 2400 atendimentos ao final do Projeto. Se não dispusermos das instalações na UFMT, e utilizarmos as instalações do Rancho Dourado e Haras Twin Brothers, como descrito na metodologia, só poderemos dispor de um dia na semana em cada estabelecimento, sendo 12 sessões diárias, 24 sessões semanais, durante 32 semanas, totalizando 768 atendimentos.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar