«« Voltar
capacitando e habilitando enfermeiros na área de saude da criança e adulto na implantação do cateter central de inserção periferica (PICC) uma integração do campus universitario de Rio das Ostras com Hospital Municipal de Rio das Ostras como proposta de terapia intravenosa segura e duradoura
Protocolo do SIGProj:   193152.937.201054.03122014
De:20/04/2015  à  11/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Aline Cerqueira Santos Santana da Silva
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  PURO - Polo Universitário de Rio das Ostras
Unidade de Origem
  REN - Departamento de Enfermagem
Resumo da Ação de Extensão
  O aperfeiçoamento de técnicas invasivas tem resultado em avanços cada vez mais precisos no que se relaciona a cateteres venosos centrais. Entre eles, inclui-se o cateter central de inserção periférica (Peripherally Inserted Central Catheter - PICC), de grande interesse na faixa neonatal, pediátrica e adulta. No final dos anos 50, estudos comprovaram a hemodiluição de determinadas soluções, gerada pelo fluxo venoso central, evitando respostas inflamatórias e trombose rápida de causa química. É na década de 70 (1970) que as pesquisas avançam na confecção de dispositivos intravenosos de silicone e poliuretano; no início dos anos 80 estes dispositivos passam a ser utilizados principalmente em crianças e pacientes com necessidade de acessos venosos de média a longa duração, tanto para a infusão de quimioterápicos quanto para suporte nutricional parenteral. È também nos anos 80 que emerge o Home Care devido principalmente à necessidade de terapia venosa prolongada. Em 1982 o primeiro PICC é disponibilizado comercialmente e em 1998 nos EUA, 60 mil PICC são inseridos. Na década de 90, amplia-se a utilização do PICC graças ao surgimento de materiais mais biocompatíveis, como alternativa de acesso venoso para infusão de fluidos irritantes e cáusticos. Assim, o PICC apresenta-se como acesso venoso seguro e duradouro que permite a infusão de fluídos hipertônicos, soluções vesicantes, aminas e nutrição parenteral total - NPT para pacientes que demandem longo tempo de internação, com um menor risco de complicações associadas, desde que seja implementado por uma equipe capacitada, habilitada e treinada.
Palavras-chave
   enfermagem, terapia intravenosa, cateter periférico, acesso venoso, capacitação
Público-Alvo
  Enfermeiros do Hospital Municipal de Rio das Ostras
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar