«« Voltar
AVALIAÇÃO DO GENE fagA DE Corynebacterium pseudotubersulosis COMO CANDIDATO A DUAS FORMULAÇÕES VACINAIS CONTRA A LINFADENITE CASEOSA
Protocolo do SIGProj:   192269.847.221597.26112014
De:02/02/2011  à  29/08/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Cleber Eduardo Galvão Carvalho
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  PPGCA - Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Resumo da Ação de Extensão
  A Linfadenite Caseosa (LC) é uma doença infecto contagiosa, causada pela bactéria Corynebacterium pseudotubersulosis, acometendo ovinos e caprinos. A bactéria infecta os gânglios linfáticos provocando abscessos externos e internos, causando importantes prejuízos econômicos, devido à queda na produção de lã, leite e descarte de carcaças contaminadas. As vacinas disponíveis para combater essa enfermidade têm potencial imunológico limitado. Uma vacina de DNA do gene fagA, associada ou não à nanopartículas de quitosana, e outra vacina de subunidade da proteína FAGAr de C. pseudotubersulosis podem ser opções para a prevenção da LC em ovinos e caprinos. O gene fagA codifica a proteína FAGA, que é uma proteína de membrana responsável pela captação de ferro para o metabolismo da C. pseudotubersulosis. Este gene está envolvido na virulência de C. pseudotuberculosis.
Palavras-chave
   Corynebacterium pseudotuberculosis, Linfadenite caseosa, Vacina de DNA, Vacina de subunidade
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar