«« Voltar
As manifestações devocionais à Virgem de Urkupiña em Corumbá
Protocolo do SIGProj:   192136.1005.221740.26022015
De:12/03/2014  à  30/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Ricardo Ferreira Martins
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPAN - Câmpus do Pantanal
Unidade de Origem
  PPGEF - Programa de Pós-Graduação em Estudos Fronteiriços
Resumo da Ação de Extensão
  Em uma das fronteiras entre Brasil e Bolívia, extremo oeste de Mato Grosso do Sul, situa-se Corumbá. Conhecida por sua diversidade cultural (influências árabes, italianas, portuguesas, sulamericanas e indígenas), pela mineração, pelo turismo do pantanal e quanto às festividades muitos lembram do carnaval, do “banho de São João”, dos desfiles cívicos de 7 e 21 de setembro e do Festival América do Sul. Além desses eventos, outras festas têm se tornado frequentes: as celebrações à Virgem de Urkupiña e à Virgem de Copacabana, padroeiras da nação vizinha. Nesse contexto, a proposta seria estudar a celebração à Virgem de Urkupiña em solo brasileiro, dada sua maior expressividade tanto em Corumbá quanto em Puerto Quijarro – Bolívia. Quer se apontar as características das festas, quem seriam seus organizadores, suas representações e qual nível de interação entre brasileiros e bolivianos, buscando delinear se existem momentos de proximidade ou momentos de distanciamento entre os moradores fronteiriços, investigando ainda a postura das estruturas de governo e da igreja Católica diante essas devoções originalmente bolivianas.
Palavras-chave
   Festas bolivianas, identidade, fronteira, interação
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar