«« Voltar
A CRIAÇÃO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL E A CONSERVAÇÃO DA HEGEMONIA DO CAPITAL
Protocolo do SIGProj:   191979.847.218778.28112014
De:06/03/2014  à  06/03/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Guilherme Afonso Monteiro de Barros Marins
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPAN - Câmpus do Pantanal
Unidade de Origem
  PPGE - Programa de Pós-Graduação em Educação
Resumo da Ação de Extensão
  A partir de 1990, o Brasil se viu frente a um novo panorama marcado por muitas mudanças de caráter estrutural. Tais mudanças são decorridas da necessidade de controlar a economia e os juros, tentando aumentar o crescimento econômico do país. É a partir desta época que os Organismos Multilaterais (OM) começam a traçar um relacionamento mais íntimo com o Brasil, mudando suas estratégias de aproximação com os países periféricos. Neste período, os resultados concretos mais significativos aparecem, referente às diretrizes dos OM que visam contribuir com o desenvolvimento do país. Tais diretrizes, não se referem apenas a uma área específica do Estado e, sim, envolvem a totalidade das políticas de Estado, inclusive a Educação. É neste panorama, que se intensificam os programas de qualificação profissional através da educação. Com isso, nosso intuito é compreender os papeis da Universidade Aberta do Brasil (UAB), enquanto política pública, do curso de Administração Pública e do Programa Nacional de Administração Pública (PNAP) na formação humana dos futuros administradores. É objetivo, ainda, compreender tais papéis considerando as influências e determinações das políticas desenvolvidas a partir dos anos de 1990, quando ocorre no Brasil a Reforma do Estado.
Palavras-chave
   UAB, EAD- Administração Pública, Formação Humana
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar