«« Voltar
Retorno reprodutivo do tambaqui (Colossoma macropomum, CUVIER 1818) após 60 dias da primeira indução hormonal
Protocolo do SIGProj:   191795.847.211049.26112014
De:10/03/2014  à  27/02/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Luana Barbosa Pires
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  PPGCA - Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Resumo da Ação de Extensão
  O tambaqui (Colossoma macropomum Cuvier, 1818) é o peixe nativo mais produzido no Brasil, com 111.084,1 t, e o de maior abrangência, produzido em 24 Estados brasileiros, com destaque nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. Apresenta características importantes para produção, tais como: hábito alimentar onívoro, planctófago, bom desempenho zootécnico e carne de grande aceitabilidade. Por ser uma espécie reofílica, a reprodução do tambaqui na piscicultura ocorre somente mediante aplicação de hormônio durante o período reprodutivo característico desta espécie (período de piracema), o qual normalmente ocorre novembro a fevereiro, sendo que fora deste período não ocorre reprodução, seja em ambiente natural ou em piscicultura com aplicação de hormônios. O hormônio reprodutivo mais utilizado no Brasil é o extrato de hipófise de carpa, conhecido com técnica de hipofisação. O protocolo utilizado para reprodução dos peixes reofílicos é basicamente o mesmo da década de 70, com pequenas variações entre as espécies e localidade. Todavia, existem várias incógnitas com relação à reprodução do tambaqui, tais como: retorno à reprodução no mesmo período reprodutivo e intensidade de exploração de machos e fêmeas no mesmo período reprodutivo. Estas podem proporcionar um aumento da utilização dos reprodutores e, consequentemente, uma maior produção de alevinos e menor custo. Este contexto adquire maior importância com o desenvolvimento do programa de melhoramento genético do tambaqui no Brasil, o qual está na fase de obtenção da primeira geração de seleção para ganho de peso (G1), em que se torna fundamental a maximização na utilização de reprodutores de valor genético.
Palavras-chave
   Extrato de hipófise de carpa, Nativo, Reofílico, Reprodução
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar