«« Voltar
VARIAÇÃO TEMPORAL NA COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA DA COMUNIDADE DE HELMINTOS PARASITOS DO MORCEGO Nyctinomops laticaudatus EM ÁREA URBANA
Protocolo do SIGProj:   190495.847.24849.11112014
De:29/05/2013  à  29/09/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Luisa Rodrigues Baraldi
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  PPGEC - Aluno(a) do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Resumo da Ação de Extensão
  A montagem das comunidades biológicas é influenciada por fatores bióticos e abióticos que podem variar em escalas espacial e temporal. Um desses fatores é a disponibilidade de recursos, que varia ao longo do tempo influenciando a abundância dos organismos, como é visto, por exemplo, para os insetos. Para os parasitos também se pode verificar essa influência, pois algumas espécies (endoparasitas) são adquiridas troficamente pela ingestão dos hospedeiros intermediários. Com isso, a comunidade parasitária pode sofrer variação temporal em sua estruturação. Para verificar a influencia da disponibilidade de recursos, os morcegos são excelentes modelos de estudo por serem altamente diversos e abundantes, e por adquirirem sua endofauna parasitária via consumo de insetos que atuam como hospedeiros intermediários. A espécie de morcego Nyctinomops laticaudatus pertencente à família Molossidae, possui hábito alimentar insetívoro e distribui-se por todo o Brasil, ocorrendo em ambientes florestais e urbanos. Pouco se conhece sobre a biologia e a ecologia dos seus helmintos parasitas. Com isso, a comunidade de helmintos parasitas da espécie N. laticaudatus será descrita e analisada para verificar se há variação na sua composição e estrutura ao longo do tempo.
Palavras-chave
   Endoparasitos, quirópteros, escala temporal
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar