«« Voltar
Efeitos de área e isolamento sobre a comunidade de aves em fragmentos de Floresta Estacional Decidual no Planalto da Bodoquena, MS, Brasil.
Protocolo do SIGProj:   190478.847.212508.18112014
De:29/11/2014  à  29/11/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Guilherme Dalponti
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  PPGEC - Aluno(a) do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Resumo da Ação de Extensão
  Estudos com o objetivo de avaliar os efeitos da substituição de hábitats heterogêneos por uma matriz antropizada homogênea sobre a biodiversidade usualmente abordam os remanescentes de hábitat como “ilhas” em uma matriz inóspita às espécies. E normalmente consideram que a redução da área e o isolamento são os principais efeitos da fragmentação sobre a estruturação das comunidades biológicas. Em um contexto mais amplo, outras características, como o tipo da matriz e a quantidade de hábitats similares ao dos fragmentos na escala da paisagem também devem ser avaliados. Neste estudo vamos avaliar a composição da comunidade de aves de ambientes florestais em fragmentos de floresta estacional no Planalto da Bodoquena, avaliando mais especificamente os efeitos de área, isolamento e tipo de matriz.
Palavras-chave
   avifauna, ecologia de paisagem, fragmentação
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar