«« Voltar
A CRIANÇA PEQUENA E A CULTURA ESCRITA: O QUE PENSAM E FAZEM OS/AS PROFESSORES/AS DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL?
Protocolo do SIGProj:   189764.847.21314.30112014
De:28/02/2014  à  29/03/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Amanda Czernisz Barbosa
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPAN - Câmpus do Pantanal
Unidade de Origem
  PPGE - Programa de Pós-Graduação em Educação
Resumo da Ação de Extensão
  O presente projeto tem por objetivo verificar e analisar a concepção que os/as professores/as alfabetizadores/as do 1º ano do Ensino Fundamental, participantes do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa na Idade Certa/PNAIC/MEC/UFMS, possuem sobre o que é cultura escrita e como se dá o processo da apropriação da cultura escrita pelas crianças pequenas. Destacamos que nossa intenção vem ancorada a partir da realidade que vivemos no Estado de Mato Grosso do Sul em matricular crianças que completam 6 anos até dia 31 de dezembro letivo no primeiro ano do Ensino Fundamental, com a liminar do Processo nº 001.07.041571-5 de 22 de novembro de 2007, fato que se deu após a Lei n. 11.274/2006 que ampliou Ensino Fundamental de oito para nove anos e inclui as crianças de seis anos no Ensino Fundamental. Para aprofundarmos essas questões nossa intenção será utilizar os pressupostos teóricos do enfoque histórico-cultural de Vigotski, o materialismo histórico dialético e autores que estudam sobre a cultura escrita, formação de professores/as, articulando com discussões sobre a infância(s) e criança(s) que se fundamentam no enfoque alvo do nosso estudo.
Palavras-chave
   Criança pequena, formação de professores/as, primeiro ano do Ensino Fundamental
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar