«« Voltar
Seletividade de herbicidas para as culturas de crotalária spectabilis e ochroleuca
Protocolo do SIGProj:   189711.1005.21465.13102015
De:12/02/2015  à  12/01/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Sherithon Martins de Paula
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPCS - Câmpus de Chapadão do Sul
Unidade de Origem
  PPGA - Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Resumo da Ação de Extensão
  O presente trabalho tem o objetivo de avaliar a fitotoxidade causada por herbicidas aplicados nas culturas de Crotalaria spectabilis e Crotalaria ochroleuca em condições de campo. Será instalado no campo experimental da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Chapadão – Fundação Chapadão, em Chapadão do Sul - MS , na safra agrícola 2014/2015 – “safrinha”. Constatará o delineamento experimental em blocos casualisados, com quatro repetições em duas espécies de crotalárias, C. spectabilis e C. ochroleuca. Os tratamentos a serem implantados são 1 (Staple dose de 0,08 L.ha-1), 2 (Staple dose de 0,15 L.ha-1), 3 (Callisto dose de 0,15 L.ha-1), 4 (Gladium dose de 0,02 Kg.ha-1), 5 (Gladium dose de 0,04 Kg.ha-1), 6 (Basagran dose de 1,00 L.ha-1), 7 (2,4-D dose de 0,70 L.ha-1), 8 (Atrazina dose de 2,50 L.ha-1), 9 (Radiante dose de 0,30 L.ha-1), 10 (Pivot dose de 0,30 L.ha-1) e 11 (Testemunha sem aplicação), totalizando 11 tratamentos e 44 parcelas de cada espécie de crotalária. As espécies de crotalárias serão semeadas separadamente no espaçamento entre linhas de 0,22 m. As parcelas experimentais serão de 3 m x 7 m, totalizando 42 m². Serão avaliados a fitotoxidade causada pelos tratamentos em questão e altura de plantas aos 0, 3, 7, 10, 14, 21, 28 e 35 dias após a aplicação dos herbicidas. Também avaliará a população e número de folhas das plantas, % de plantas em florescimento e matéria verde e seca ao final do experimento.
Palavras-chave
   C. spectabilis, C. ochroleuca, fitotoxidade
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar