«« Voltar
EFICIÊNCIA DE AGENTES BIOLÓGICOS E QUÍMICOS NO CONTROLE DE Helicoverpa armigera (HÜBNER) (LEPIDOPTERA: NOCTUIDAE) NA CULTURA DA SOJA.
Protocolo do SIGProj:   188165.847.217922.20112014
De:19/11/2014  à  19/04/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Fábio da Silva Paulino Borges
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPCS - Câmpus de Chapadão do Sul
Unidade de Origem
  PPGA - Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Resumo da Ação de Extensão
  O objetivo do presente trabalho será avaliar a eficiência do controle biológico aplicado e controle químico no manejo da H. armigera na cultura da soja e patogenicidade do fungo Nomuraea rileyi e de Baculovírus Helicoverpa zea Nucleopoliedrovirus de Encapsulação Simples (HzSNPV). O uso correto de práticas de controle químico e biológico é de crucial importância para o sucesso do controle da Helicoverpa armigera e de outras pragas na cultura da soja. Espera no final do presente estudo comparar a percentagem de eficiência de produtos químicos e bioinseticida à base de Nomuraea rileyi e Baculovírus na mortalidade de lagartas de H. armigera, em soja. Vale destacar a importância de adotá-los de forma integrada, buscando implantar o Manejo Integrado de Pragas, com adoção do Controle Biológico Aplicado, Controle Microbiano e a exclusão de moléculas químicas não seletivas aos inimigos naturais proporcionando sua preservação, reestabelecendo o equilíbrio ecológico do agroecossistema, consequentemente, o aumento da biodiversidade do ambiente agrícola, nas regiões produtoras de soja no Brasil. Espera-se com a adoção dessas medidas a obtenção de uma produção de soja mais rentável e sustentável nas safras vindouras.
Palavras-chave
   Controle Biológico, Helicoverpa armigera, Entomonopatógenos
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar