«« Voltar
Atividade antibacteriana na saliva de espécies de Quirópteros em fragmentos de Cerrado de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.
Protocolo do SIGProj:   183105.847.12785.07072014
De:07/07/2014  à  27/02/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Larissa Emanuela de Goes Colonhezi
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  PPGBA - Aluno(a) doPrograma de Pós-Graduação em Biologia Animal
Resumo da Ação de Extensão
  Os fatores de defesa encontrados na saliva têm sido extensivamente estudados in vitro e vários de peptídeos antimicrobianos são isolados a partir de uma extensa variedade de organismos. O objetivo desse trabalho foi investigar atividade antibacteriana na saliva de morcegos em fragmentos de Cerrado de Campo Grande, MS. Serão realizadas seis capturas, entre os meses de maio a outubro de 2014. Uma coleta piloto será realizada para a escolha das localizações das armadilhas, além de verificar se o quantitativo da amostra de saliva será o suficiente para realização do estudo. Serão utilizadas neste estudo duas espécies modelo de morcego de cada hábito alimentar predominante (frugívoro e insetívoro). Já coletada e devidamente conservada, a saliva passará por alguns processos de laboratório para a separação da parte orgânica, contendo os compostos desejados. Os testes antibacterianos serão realizados da in vitro, com algumas bactérias obtidas do setor de microbiologia da UFMS, utilizando técnica de microdiluição e estimando a taxa mínima de inibição do crescimento. Espera-se fornecer dados sobre o potencial da atividade antimicrobiana de morcegos registrados em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.
Palavras-chave
   Mamíferos, Peptídeos antibacterianos, Chiroptera
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar