«« Voltar
Fazendo Arte, Conquistando Direitos e Construindo Cidadania
Protocolo do SIGProj:   182384.891.194479.05072014
De:31/08/2014  à  30/08/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Eliane Correa Costa
Instituição
  IFSC - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
Unidade Geral
  IFSC-CLA - Campus Lages
Unidade de Origem
  CERE - Coordenadoria de Extensão e Relações Externas
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto “Fazendo Arte, Conquistando Direitos e Construindo Cidadania” consiste na realização de oficinas de artesanato, abrangendo mulheres em situação de vulnerabilidade social, vítimas de violência doméstica, moradoras dos bairros periféricos da cidade de Lages. Através do projeto busca-se construir um processo de interação com a perspectiva de detectar limites, potencialidades e desafios em que vivem as próprias mulheres em suas relações pessoais, familiares e sociais, a fim de dar novos passos na superação das situações de vulnerabilidade em que vivem milhares de pessoas. Espera-se, enquanto as oficinas se desenvolvem, articular conhecimento acadêmico com as necessidades desta população empobrecida e excluída de direitos. Durante a realização das oficinas serão discutidos e socializados vários assuntos de interesse das próprias mulheres, suas histórias e experiências culturais da região. Nestas comunidades serão abordados assuntos como direitos, violência de gênero, autogestão, economia solidária, dentre outros, afim de que possam ser empoderadas, acreditando em suas potencialidades, aprendendo a confeccionar produtos, os quais serão vendidos nas feiras de Economia Solidária da região, para ajudar no orçamento doméstico, melhorando a qualidade de vida sua e de seus familiares.
Palavras-chave
   Arte, Direitos, Cidadania
Público-Alvo
  Mulheres em situação de vulnerabilidade social: desempregadas, mães solteiras, mulheres chefes de família, vítimas de violência doméstica, analfabetas, moradoras da periferia da cidade.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Centro de Direitos Humanos, CRAS, presidentes de associações dos bairros que irão receber o projeto.
«« Voltar