«« Voltar
Alterações do metabolismo lipídico em pacientes com leishmaniose visceral
Protocolo do SIGProj:   182327.847.21919.28062014
De:30/06/2014  à  29/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Lucimare dos Santos Maciel
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMED - Faculdade de Medicina
Unidade de Origem
  PPGDIP - Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas e Parasitárias
Resumo da Ação de Extensão
  A leishmaniose visceral (LV) é uma doença infecciosa causada por protozoários do gênero Leishmania, de evolução crônica, e causa de alta mortalidade em muitos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento, inclusive no Brasil, onde é considerada uma doença endêmica em pelo menos 21 Estados. No Mato Grosso do Sul, a maioria dos casos de LV se concentra na Capital, Campo Grande. A doença leva ao comprometimento do fígado, órgão responsável pela síntese de colesterol endógeno. Alguns estudos sugerem o papel imunomodulador de elementos envolvidos na regulação do metabolismo de lipídios. Desordens do metabolismo lipídico têm sido descritas em crianças com LV ativa. É possível que vários passos da replicação do parasito dependam, em parte, de diferenças nos níveis de lipídios entre os órgãos. Essa proposta visa avaliar as alterações lipídicas, através de exames laboratoriais, nos pacientes com diferentes formas clínicas de LV, de modo a verificar possíveis fatores ligados a proteção do indivíduo ou maior infectividade do parasito.
Palavras-chave
   leishmaniose visceral, lipídios, proteção
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar