«« Voltar
TUBERCULOSE LATENTE E ATIVA EM USUARIOS DE COCAINA, CRACK E SIMILARES EM CAMPO GRANDE E REGIOES DE FRONTEIRA DE MATO GROSSO DO SUL
Protocolo do SIGProj:   182242.847.149964.28112014
De:29/11/2014  à  29/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Elizeu Ferreira da Silva
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  PPGSF - Aluno(a) do Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família
Resumo da Ação de Extensão
  Dentre as populações consideradas prioritárias e vulneráveis para o controle da Tuberculose, destacam-se os usuários de drogas, moradores de rua e privados de liberdade. Três populações que se intercruzam no território de rua e garantem a manutenção da doença em níveis elevados, gerando cepas multirresistentes, impondo aos serviços de saúde uma séria reflexão da importância de políticas públicas específicas para determinadas populações. O objetivo deste estudo é conhecer o perfil dos usuários de cocaína, crack e similares, os comportamentos de risco, prevalência e fatores de riscos associados à tuberculose latente e ativa em Campo Grande e região de fronteira de Mato Grosso do Sul. Os locais de pesquisa são os territórios onde os usuários de cocaína, crack e similares encontram-se, compondo a cena de uso de drogas, os espaços de serviços de saúde, entre eles os consultórios de rua, Centros de Atenção Psicosociais - (CAPS) e abrigos para moradores em situação de rua.
Palavras-chave
   Tuberculose, Cocaína, Crack, Usuários de drogas.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar