«« Voltar
MADEIRAS DO CHACO BRASILEIRO: CARACTERIZAÇÃO ANATÔMICA, CARACTERES ADAPTATIVOS E ANÁLISE DE USOS
Protocolo do SIGProj:   182002.883.85123.16062014
De:31/07/2014  à  31/07/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Rosani do Carmo de Oliveira Arruda
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  GAB/CCBS - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  O termo Chaco é aplicado para a vegetação que cobre vasta planície do centro-norte da Argentina, sudeste da Bolívia, oeste do Paraguai e pequena parte no Brasil. No Brasil o Chaco situa-se somente na borda oeste do estado de Mato Grosso do Sul, ocupando cerca de 7% da área da sub-região do Pantanal do Nabileque, caracterizado por apresentar vegetação arbustiva, caducifólia, microfila e espinescente, geralmente associada a solos salinos, representado apenas nas florestas de Porto Murtinho. Considerando-se a importância da madeira, e o seu potencial como fonte de matéria prima para diversos usos pela sociedade é proposto este projeto que tem por objetivo descrever a anatomia de espécies produtoras de madeira ocorrentes na formação de Chaco, única do Brasil, e restrita ao estado de Mato Grosso do Sul. As amostras serão coletadas a partir de idas ao campo programadas para o segundo semestre de 2014. Para a produção do laminário serão utilizados os métodos consagrados na Anatomia da Madeira. Serão selecionadas algumas espécies indicadas por estudos etnobotânicos como de maior relevância e uso pela população local. Este subprojeto é financiado e vinculado ao do projeto de pesquisa intitulado Projeto Casadinho II: Angiospermas do Chaco.
Palavras-chave
   uso de madeira, Portoo Murtinho, flora nativa
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar