«« Voltar
O transcurso dos serviços de educação especial no Brasil: indicadores educacionais de atendimento em salas de recursos (1974-2012)
Protocolo do SIGProj:   180232.847.4560.03072014
De:31/07/2014  à  30/07/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Andressa Santos Rebelo
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCHS - Centro de Ciências Humanas e Sociais
Unidade de Origem
  PGE/CCHS - Aluno(a) do Programa de Pós-Graduação em Educação
Resumo da Ação de Extensão
  Neste projeto de pesquisa propomos a análise do transcurso das matrículas de pessoas com deficiências nos serviços de educação especial no Brasil, em especial nas salas de recursos, entre os anos de 1974 a 2012. Como objetivos específicos, pretendemos: 1. Discutir as modificações do termo “salas de recursos” e demais serviços de educação especial no âmbito dos levantamentos estatísticos educacionais e a respectiva construção de seus indicadores desde a sua assunção nos documentos elaborados pelo governo federal até a atualidade, através de análise documental e revisão da literatura; 2. Compreender, descrever e analisar o movimento das matrículas de pessoas com deficiências nos serviços de educação especial no Brasil, com foco nas salas de recursos (multifuncionais ou não), nas diferentes unidades da federação entre os anos de 1974 a 2012 por meio dos primeiros levantamentos estatísticos empreendidos pelo INEP, sinopses estatísticas e dos microdados obtidos pelo Censo Escolar da Educação Básica (MEC/INEP). A hipótese inicial é a de que, principalmente após o acirramento do movimento de inclusão escolar nos anos 1990, as salas de recursos vêm incorporando a matrícula desse público que estava alocado, sobretudo nos anos 1970, nos outros serviços de educação especial (classe especial, instituições especializadas, entre outros).
Palavras-chave
   Políticas educacionais, Educação Especial, Indicadores educacionais
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar