«« Voltar
UMA ANÁLISE FUNCIONAL SOBRE O SEGUIMENTO DE REGRAS EM UMA UNIDADE DE INTERNAÇÃO PRISIONAL
Protocolo do SIGProj:   176401.847.42305.01042014
De:29/04/2014  à  29/07/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Bruna Lemes Cafure
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCHS - Centro de Ciências Humanas e Sociais
Unidade de Origem
  PPGP - Aluno(a) do Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Resumo da Ação de Extensão
  De acordo com dados da Comissão Nacional de Justiça (CNJ) a taxa de reincidência criminal no Brasil é de aproximadamente 70% de uma população total de quase meio milhão de presos. Isso significa que o isolamento do indivíduo e a falta de reais oportunidades de recuperação parecem não ser a melhor solução para a reabilitação e reinserção do condenado a pena privativa de liberdade. Visto que nem a alfabetização, nem a profissionalização são oferecidas em grande escala e apenas 17% dos detentos estudam dentro da prisão enquanto 76% permanecem sem nenhum ofício. A mesma comissão encontrou condições subumanas de vida e o sucateamento de prisões por todo o país. No entanto, não foram encontrados, na área da Análise do Comportamento, trabalhos empíricos sobre o tema. Nesse sentido, entendendo-se o governo como uma das agências controladoras do comportamento descritas por Skinner e leis como regras, o objetivo deste trabalho é analisar, com base nos pressupostos teóricos do Behaviorismo Radical, as regras presentes em uma unidade de internação prisional.
Palavras-chave
   Seguimento de regras, Sistema prisional, Punição
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar