«« Voltar
Diagnóstico e tratamento da hipomineralização molar-incisivo (MIH) em escolares de Nova Friburgo
Protocolo do SIGProj:   171141.781.87123.12022014
De:19/04/2014  à  19/12/2014
 
Coordenador-Extensionista
  Marlus Roberto Rodrigues Cajazeira
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  PUNF - Polo Universitário de Nova Friburgo
Unidade de Origem
  MGD - Faculdade de Odontologia de Nova Friburgo
Resumo da Ação de Extensão
  A hipomineralização molar-incisivo (MIH) é uma alteração do desenvolvimento de esmalte dentário humano de origem multifatorial frequentemente identificada nas consultas odontológicas. Do ponto de vista histológico, o esmalte afetado apresenta-se com concentração de minerais reduzida e consideravelmente mais poroso que o normal. Clinicamente, os dentes acometidos pela condição apresentam manchas de extensão e coloração variáveis, o que compromete sua aparência em graus variáveis. Além disso, devido a sua relativa fragilidade, o esmalte tende a fraturar-se com facilidade, resultando em áreas de grande destruição, locais propícios ao acúmulo do biofilme e, com isso, ao desenvolvimento de lesões de cárie. Outro importante problema relacionado a essa condição é o fato de os pacientes reportarem grande sensibilidade dolorosa nos dentes acometidos sempre que ingerem alimentos líquidos ou sólidos. Considerando os problemas relacionados a MIH, esses projeto é proposto com a finalidade de identificar a ocorrência desse distúrbio do desenvolvimento em escolares da rede pública municipal de Nova Friburgo (RJ) de 06 a 12 anos de idade. Sob uma perspectiva multidisciplinar, envolvendo docentes e discentes da faculdade de odontologia (UFF-PUNF), um programa destinado à implementação de atividades preventivas e curativas baseadas no conceito da odontologia de mínima intervenção, será desenvolvido especificamente para a abordagem dessa condição, esperando, com isso, oferecer ao paciente afetado, uma abordagem holística que tenha por objetivo não apenas reparar os danos provocados pela MIH, mas, sobretudo, limitar ou mesmo evitar sua ocorrência.
Palavras-chave
   Anomalias dentárias, molar, cárie dentária.
Público-Alvo
  Crianças de 06 a 12 anos de idade matriculadas em escolas da rede pública municipal de Nova Friburgo que possuam os primeiros molares e/ou incisivos permanentes erupcionados.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar