«« Voltar
Farmácia Baldia da Boa Viagem
Protocolo do SIGProj:   170013.781.60040.07022014
De:28/02/2014  à  29/12/2014
 
Coordenador-Extensionista
  Bettina Monika Ruppelt
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  PROEX - Pró-Reitoria de Extensão
Unidade de Origem
  LURA/EX - Laboratório Universitário Rodolpho Albino
Resumo da Ação de Extensão
  A “Farmácia Baldia da Boa Viagem” surgiu na exposição de Carlos Vergara em São Paulo (1997). No seu desdobramento em Niterói, no Museu de Arte Contemporânea - MAC (2013) inaugura-se um coletivo de biólogos, educadores, artistas, produtores culturais, médicos, farmacólogos, farmacêuticos, médicos, gestores e agentes comunitários de saúde para viabilizar explorar e catalisar um mapeamento do entorno do baldio por meio das ervas e plantas medicinais e memórias dos moradores do Morro do Palácio. O projeto tem como objetivo resgatar o uso popular das plantas medicinais no Morro do Palácio através da arte e da cultura. O projeto destina-se aos moradores do Morro do Palácio e usuários do Programa Médico de Família – Módulo Palácio. O resgate se dará através de ações que integram arte, cultura, conhecimento popular e científico. Será realizado o mapeamento das plantas medicinais no entorno da Ilha da Boa Viagem, Museu de Arte Contemporânea de Niterói - MAC e do Morro do Palácio. A troca de saberes está prevista nas oficinas, nas visitas as instituições que trabalham com plantas medicinais, na implantação e manutenção dos canteiros Baldios da Boa Viagem. Ao final do projeto espera-se que o público-alvo utilize corretamente as plantas medicinais melhorando a sua saúde, o poder socioeconômico e consequentemente a qualidade de vida e que os discentes desenvolvam o senso de integralização, socialização e responsabilidade.
Palavras-chave
   Arte, Plantas Medicinais, Farmácia Baldia, Etnofarmacologia, Saúde
Público-Alvo
  O público alvo serão: 18 Equipes do Programa Médico de Família dos Módulos: Morro do Palácio (2), Cavalão (2), Grota (3), Preventório (4), Maceió (4) e Jurujuba (3) Profissionais envolvidos: 18 médicos, 9 enfermeiros, 37 agentes comunitários de saúde, odontólogos,1 auxiliar de saúde bucal. Moradores do Morro do Palácio com interesse em Plantas Medicinais Diversos artistas, agentes culturais, educadores e ONGs interessados nas interrelações entre arte e saúde através das plantas medicinais.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Bettina Monika Ruppelt bettina.ruppelt@gmail.com
«« Voltar