«« Voltar
Criação de uma Incubadora de Empreendimentos Econômicos Solidários do Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre
Protocolo do SIGProj:   124466.551.76190.14082012
De:31/12/2011  à  29/12/2012
 
Coordenador-Extensionista
  Duilio Castro Miles
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Porto Alegre - Câmpus Porto Alegre - Extensão
Unidade de Origem
  EXT - Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  Diante do quadro sócio-econômico existente, decorrente de um modelo econômico excludente, que tolera grandes contingentes de desempregados ou subdesempregados, procura-se novas formas de organizar a economia de tal forma que construa uma sociedade mais equilibrada e justa. Os Institutos Federais preocupados com preparar as pessoas para o mundo do trabalho e para vida, desde sua criação estabeleceram como um objetivo estratégico avançar nos Programas de Extensão, procurando desenvolver ações para superação da condição das classes marginalizadas, através de programas de geração de trabalho e renda, incentivando a incubação de novos empreendimentos. Ao mesmo tempo propiciar oportunidades de desenvolvimento dos corpos docentes e discentes e a instituição. As Incubadores de Empreendimentos Solidários se enquadram perfeitamente nestes objetivos. Considerando o contexto Porto Alegre e cidades conurbadas encontraremos núcleos populacionais que precisam de apoio para alcançar o estatus de cidadãos. A conjunção dos princípios da educação popular, a economia solidária com o aporte da tecnologia social e de um projeto de incubadora de empreendimentos sociais dará o substrato necessário para materializar muitas das expectativas que se fazem do IFRS, como uma instituição que por sua capilaridade territorial pode apoiar as ações de desenvolvimento local e regional, contribuindo com a sua produção acadêmica.
Palavras-chave
   Educação, Economia Solidária, Tecnologia Social, Incubadora, Desenvolvimento local
Público-Alvo
  O programa terá como público-alvo o corpo docente, discente e técnicos-administrativos do instituto e os membros das cooperativas incubadas. Neste último caso, trata-se de pessoas de baixos níveis de renda e escolaridade, sem condições de acessar o mercado formal de trabalho, que residem em vilas e favelas de Porto Alegre e das cidades conurbadas. A quantidade de pessoas abrangidas pelo programa foi estimada levando em conta a participação das mesmas no primeiro ano de atividade. Acreditamos que estes números serão superiores, em função do desenvolvimento das atividades.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Teremos uma área de Comunicação que se encarregará da formulação da estratégia de divulgação da Incubadora, estabelecendo os instrumento e canais que serão utilizados. Estamos pensando em ter algum material gráfico institucional e termos uma equipe de inserção nas comunidades de Porto Alegre que sejam alvo de nosso trabalho. Serão eladorados 10 banners institucionais a serem colocados na Incubadora e nos empreendimentos incubados.
«« Voltar